segunda-feira, 18 de abril de 2011

À deriva naquele meu mar


Nestes mares vagueei à deriva
Deixando-me levar pela corrente, sem nunca remar
E sem destino flutuei na ondulação (por vezes forte),
A tracejar a linha do horizonte e a sonhar.

Esta sublime vida mais que perfeita
Acabou com uma poderosíssima onda
Projectando-me para costa, atraiçoando-me
Fazendo de mim uma concha lascada, estatelando-me redonda
Na areia fria e húmida.

Perdi-me nos meus passos, rastejei...
Não sabendo nada de nada... Tentei orientar-me,
retroceder, prosseguir, virar...
Tentei viver sem a minha essência, tentei guiar-me...
Mas todas as tentativas foram em vão.

Aqui não tenho o mar
.

62 comentários:

Hayley Nyya* disse...

Olá! Voltaste! :D Já te disse o que achava deste teu poema! És a Sofia de Mello Breyner júnior! hehe :P beijinho e espero que continues aqui a escrever e muito!

Maria Sousa disse...

Lindo, lindo, lindo! :D
Parabéns Cláudia, está perfeito, as palavras, o sentido... tudo! Continua! :)
É um prazer ler o que escreves. ;)*

Soraia B. disse...

Obrigada querida!

Ainda bem, fico feliz por estares de volta :D
Gostei do post ;D

Beijinhos

Gilda Maria disse...

Obrigada pelos comentários. : D
Gosto muito do poema.
Espero que escrevas mais poemas, como antigamente. :)
Beijos <3

sofia disse...

obrigada querida *-*
gostei *

Iram M. disse...

Que coincidencia Claudia,
falamos de mar quase que instataneo.
Beijo
querida.

Long Haired Lady disse...

essas tentativas pelo menos nos ensinam...

Hayley Nyya* disse...

Oh! Não acho nada de mais! :D Já to tinha dito! ;) É isso mesmo! :D Concordo contigo! É o teu cantinho não podes abandoná-lo! :D

PauloSilva disse...

Obrigado querida :)

Que bonito! :)

AnaRita disse...

Sem dúvida querida <3

M. disse...

obrigada :)
gostei do blog*

Andreia Martins disse...

Obrigada querida *
Gostei !!

Mark disse...

Obrigado pelas tuas palavras, querida (:

Já estou menos melancólico...

P.S.: Adorei o texto, especialmente a última frase: "Aqui não tenho o mar." O mar também me faz imensa falta...

nênê disse...

gosteei *

Li disse...

AMEI Claúdia :)

Continua assim :P

p.s: o Sr. Chaplin sabia sempre o que dizia :)
e sim é mau quando nao se tem ninguem a pedir para nos ficarmos quando abrirmos mao dessa pessoa, mas é a vida..

Beijinho

Raqél Almeida disse...

Oh, Que querida! Obrigada! :)

Bianka disse...

Adorei sua visita flor, e amei aqui :]

Sil. disse...

ADOREI querida ;)
e obrigada! *.*

Sil. disse...

Oh, obrigada *.*

Gonçalo disse...

Ficou muito bom!!

Soraia B. disse...

Eu também mas só quando estou em casa :p

Raquel Monteiro disse...

achas mesmo? :)
obrigada, a sério!

lara beatriz disse...

obrigada :)
adorei o poema :)

raquel disse...

é mesmo, o amor tem destas coisas..

Bianca gs. disse...

que fofo.
teu blog tambem eh uma graça!

fico muito feliz goste do meu blog! :)
espero ve-la sempre pora lá!
beijinhos

AndreiaSofia disse...

concordo :) oooa, amei o texto , está super lindo *.*

Ronnie Miller disse...

Adoras? :)

Isabel disse...

Gostei tanto *-*

pinguim disse...

O mar! Eterna fonte de inspiração poética; até na sua ausência...

Hayley Nyya* disse...

Olá! Tenho um desafio no meu blog para ti! :D Clica em Desafios que está na lateral esquerda! É o último! beijinho!

Sarah disse...

Ohhh, muito obrigada! Tudo sobre a viagem em breve*

Sara disse...

Sem palavras adoro mesmo :D

Diogo Pires disse...

Excelente!
Obrigado pelos comentários :)

Mark disse...

Foram dias dificéis ):

Mas sobrevivi ((:

Beijinho e obrigadoo, querida ^^

the meaning of life . disse...

Lindo, sem dúvida!

Dommin disse...

Não é boa altura :x

Mark disse...

Bom, continuo a não gostar do meu padrasto :x

Porém, aceito melhor a ideia... O tempo cura (quase) tudo ^^

nênê disse...

sem dúvida *.*

miss s disse...

espectacular, menina cláudia :) parabéns! poema lindíssimo...

Juuh Nascimento disse...

Nossa que lindo, me vi nessas linhas.
Cada vez mais gosto de vir aqui.

Tenha uma linda tarde!!
Bjs & abraços!

A extensão do pensamento. disse...

Fiquei encantada ao ler estes versos recheados de sentimento. Tão bem que escreves <3

Joana Patricia Fonseca Silva disse...

Está muito bonito, adorei :D

Gilda Maria disse...

Tu com a aplicação que fizeste com o rato espalhas magia. :)
amo-te meu amor. <3

Gilda Maria disse...

De nada. : D

Priscilla disse...

Olá minha querida amiga!
Passando para lhe desejar uma ótima Páscoa!
Muito chocolate pra ti!
ahaha
Beijos meus

SOFIA disse...

adoro o blog! sigo-te, acompanhas-me ? :)

Mark disse...

Pois é (:

Também gosto imenso da poesia dela :3

Shuzy disse...

É tão triste... Mas, há algo mais belo que as paisagens que a tristeza nos mostra?
Acho lindo...

(*=

Alguém... disse...

Gostei muito =)

Joana Patricia Fonseca Silva disse...

Gostei imenso deste poema :D

inclosed disse...

sem o mar é sempre mais complicado!

Sara disse...

Oh adorei, é sempre bom vir dar uma visitinha,aqui no teu sitio, é uma boa fonte de inspiração, e também onde se pode pensar muito e reflectir por tudo obrigada . x)

Cláudia Matos disse...

Oh obrigada Sara! és uma querida!
Infelizmente não me tenho dedicado muito ao blog, mas nas ferias do verão, não vão faltar publicações!
Beijinhos, obrigada!

André Dionísio disse...

Não sei como é que ainda fico surpreendido com aquilo que escreves!! Cada vez gosto mais de ler as tuas cenas... a vida prega-nos várias partidas, e nesses momentos quando não sabemos o que fazer, saberemos somente uma coisa.... que os amigos estão la para nos guiar... não temas o caminho que se estende a tua frente!

Um abraço deste teu amigo que te adora muito!!

Cláudia Matos disse...

Oh André, cada vez me surpreendes mais!
Adorei, não esperava! :D
Obrigada!

André Dionísio disse...

Não agradeças as minhas palavras.... elas são demonstrativas da amizade que tenho por ti, e isso não se agradece :)
Embora a nossa amizade tenha passado por alguma turbulência, só quero que saibas que vou estar sempre aqui para o que precisares e para te apoiar...Para mim foste daquelas pessoas que nos marcam profundamente e vais estar sempre no meu coração!
Um abraço grande, Adoro-te miúda!

Cláudia Matos disse...

oh*.* deixas-me sem palavras!

sofia disse...

obrigada querida **
a casa é mesmo linda *-*
gostei do poema, é lindo !

sofia disse...

a amizade é um bom tema *-*

CatarinaRaquel disse...

Sim, faz parte de uma música que hoje ainda não me saiu da cabeça (;
Gostei*

Bernardo disse...

E eu vou-te seguir a ti :D

Manuela Lima disse...

Acho que és fantástica e escreves lindamente! muitos parabens e nunca pares,de escrever e de partilhar. bjs