segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Macia como o algodão, transparente como o papel de seda

Naquela noite senti que o Mundo ruía desalmadamente perante a minha alma.
Percorri cada canto e recanto do meu enorme quarto, na procura de rede para conseguir ouvir, sem ruídos, a rádio.
Era tudo o que precisava. A música acalma-me a alma e naquele dia nada a poderia substituir... já que o meu mp3 também sofria de algo sem cura, sem restauro.
Os ruídos teimavam em fazer-se ouvir e a minha paciência era pouca.
Deitei-me, enterrei a cabeça na almofada felpuda e chorei até não suportar mais as dores abdominais.
Por mais que me tapasse até às orelhas e aumentasse a temperatura do aquecedor eléctrico, os calafrios subiam-me dos pés, às pontas dos cabelos, serpenteando até lá, os meus caracóis.
Passavam-me breves recordações pela cabeça. Relembrava-me do seu corpo desfalecido espalhar-se sobre os meus braços, como o sangue nas veias. Sentia suavemente as suas mãos enrugadas e flácidas, escorregarem-me pela face, assim como uns patins numa pista de gelo, até à exaustão.
A sua pele macia como algodão, estava transparente como papel de seda. Eu sentia-a ainda deitada sobre o meu regaço, sem vida.
Tentei a todo o custo despertá-la, salvá-la, tentei mantê-la quente, teimei em ouvir e sentir o seu coração, mas algo foi mais forte que eu e apoderou-se por completo dela. Roubaram-ma para sempre...
Senti-la-ei até aos fins dos meus dias, bem aconchegada junto a mim, como um bebé. Poderei sentir o seu respirar, junto ao meu pescoço... E isto, ninguém me tirará, ninguém...
Já não conseguia pensar noutra coisa a não ser nas saudades que me consumiam e não haviam maneira de se afogar junto com as minhas lágrimas.
Amo-te "vó"*

23 comentários:

Anónimo disse...

wow *.*, a Gilda amou isto. <3

Beatriz Barros disse...

Fantástico...

filipa disse...

Adorei (L)

MAKAKO disse...

adorei poetiza ta mesmo lindo es a melhor kontinua assim

Cláudia Matos disse...

Obrigada pessoal!

Maria disse...

Arrepiante! Parabéns.

André disse...

Bem.. por onde começar....
Primeiro que tudo tenho que te dizer que escreves muito bem.... Aprecio a forma como descreves o mais pequeno sentimento e cada momento ao pormenor....
Depois aquilo que escreves toca-nos cá dentro, talvez seja porque quando escreves o faças de alma e coração! É isso que faz o escritor não apenas este possuir uma boa gramática, como também escrever com o coração!
OS meus sinceros Parabéns Cláudia!
adoro-te muito amiga!

Cláudia Matos disse...

Oh André, és sempre tão querido...
Cá estamos nós para testemunhar que a distância é apenas um obstáculo que uma boa amizade consegue contornar!
Tenho muito prazer na amizade que temos...
Acredita que ocupas grande parte do meu coração...és como o sangue nas veias, como a água numa fonte! És essencial na minha vida!
Relembro-me com enorme saudades dos momentos bem passados que passámos no clube e nos intervalos...
As nossas vidas cruzaram-se fizemo uns nós de tal forma apertados que será impossível desprenderem-se.

Às vezes dá-me uma súbita vontade de te ligar, mas não se estás disponível...
Bjo

Amo-te**

Jéssicaaa disse...

AMEI!
Continua assim muida, vais ser a melhor escritora do mundo!
Tou aqui para tudo minha burreguinhaaa!

Adoro-te, mas mais o texto :$ xD
Kiss kiss

André disse...

wowww fiquei sem palavras....:')

Ricardo disse...

Tens geito para a coisa ;)
continua

Anónimo disse...

Profuno...

Mafalda Rosa disse...

Olá
Olha gosto muito do teu blog, continua assim, a sério,mesmo.
Bj da tua maiga

Cláudio disse...

Adorei lindo como todos.

Não te esqueças de começar a trabalhar na revolta dos ferrari.

adrt. bjs continua a trabalhar

Cláudia Matos disse...

Claro que não Cláudio, aliás, já tenho umas ideias... vamos ver no qe isto dá :)

Tb te adoro muito!

Anónimo disse...

Fez-me viajar...sonhar mais alto..
Está brilhante.

Sara disse...

Está muito bom, gostei, de facto escreves com alma e coração como André referiu, dou-te os meus Prabéns:B continua...

JoAna disse...

Esta Lindo continua assim vais no caminho certo..
esta mesmo lindo
adorei
continua<3

PauloSilva disse...

O amor deixa-nos realmente confusos e atordoados. Gostei e vou seguir *

PauloSilva disse...

Obrigado por essas queridas palavras *

PauloSilva disse...

Muito, muito obrigado :')

JoAna Sousa disse...

Ja o tinha lido n escola volta-lo a ler fes.me bem relembrar memorias tudo o qe dizes e escreves faz.me pensar mt..
<3

lara ferreira disse...

bem assério é mesmo para tocar cá dentro!
AMO!
tipo porque é assim, a forma como tu escreves é como se fosse uma aventura, porque tipo quanto mais escreves mais vontade eu tenho de ler porque nos teus textos tu consegues ser mesmo profunda é como se fosse um desabafo que tu tens ao escrever, porque por mais que escrevas de outra forma quase que está uma imagem no texto que contém todo o teu sofrimento
e parece que nos textos choras...
e vê-se as saudades que tu tens das pessoas...
ou seja das personagens...
assério amo.te tanto cláudia!